segunda-feira, 18 de junho de 2018

Astrologia & Numerologia - Semelhanças e Diferenças...


Definições e Diferenciação


A Astrologia é o estudo da posição dos astros na hora do seu nascimento, que segundo os astrólogos fica marcado indelével na alma de cada pessoa como um registro da proposta cósmica de sua existência para este mundo e a presente encarnação. A dinâmica astrológica consiste no estudo constante dos movimentos dos planetas no céu e sua atuação sobre o mapa natal que está permanentemente configurado dentro de cada um de nós. Assim sendo quando o planeta Júpiter, por exemplo, entra em um determinado signo ele faz aspectos com os planetas que estão no mapa natal causando efeitos sobre a vida e personalidade que podem ser observados mês a mês. E a cada ano quando o Sol entra no grau exato em que estava no dia do nosso nascimento, entramos no que os astrólogos definem como nossa Revolução Solar. Uma espécie de renascimento, não de um novo mapa, mas de uma nova proposta cósmica existencial para aquele ano entre um aniversário e outro.
A Numerologia é o estudo do conjunto vibracional das letras do seu nome que são classificadas dentro de uma escala numérica, como as notas musicais. Vem daí a tendência de a maioria dos numerólogos dizerem que nosso nome é um mantra que ao ser repetido do nascimento ao fim da vida, vai manifestando as qualidades expressas pelos números pessoais no mundo físico e, portanto, na realidade de cada um. Também dizem os numerólogos que os números de sua data de nascimento definem as características das vivências que cada indivíduo atrairá para si ao longo de sua vida, como uma jornada de evolução. A combinação dos números do nome mais da data de nascimento apontam também para a proposta da alma para a presente encarnação. A dinâmica numerológica vem do estudo dos quatro grandes períodos de desenvolvimento humano conhecidos como Ápices ou Pináculos. Cada Ápice ou Pináculo tem períodos de tempo bem definidos, e diferentes para cada pessoa, pois que são calculados a partir da data de nascimento. O número do Ápice sinaliza uma busca da alma durante o período de tempo determinado, e para cada Ápice há um número de Desafio que representa o bloqueio ou fraqueza a ser trabalhada durante esse mesmo período. Existe também a regência das letras, que são símbolos fonéticos e, portanto, também vibracionais. E os ciclos de um ano chamados de Ano Pessoal, que duram também de um aniversário a outro e definem o espectro de vivência dentro desse período de doze meses.

Semelhanças

Tanto a Astrologia quanto a Numerologia procuram realizar uma síntese da personalidade humana em seus potenciais e desafios, bem como sondar qual proposta de vida cada pessoa traz para este mundo, como uma forma de realização pessoal, e ao mesmo tempo um acréscimo para a evolução planetária. Estes são sistemas simbólicos que estudam a proposta do ser para o tempo de uma vida, e não momentos específicos ao longo dessa jornada como outros sistemas oraculares como o Tarot, o I Ching, a Cartomancia etc. Tanto a Astrologia quanto a Numerologia lidam com eventos maiores e com períodos de tempo mais amplos, ao passo que os sistemas antes citados trabalham com eventos menores e com períodos de tempo mais breves, com a vantagem de que podem descrever não só o que ocorre ou ocorrerá, como também os sentimentos e pensamentos envolvidos em cada evento. Nem o estudo dos astros ou dos números pode fazer tal coisa, mas podem revelar com mais precisão talentos e vocações, como também mostrar as tendências naturais ao se procurar um parceiro amoroso, grupos de afinidade social ou política, ou mesmo na construção de uma família.
Esses dois sistemas, Astrologia e Numerologia, são mais aptos a descrever o que seria o seu caminho ou destino ao trilhar por este mundo, mas ambos não conseguem definir o grau de maturidade de uma alma. Assim sendo, nenhum dos dois pode garantir que você terá ou não a capacidade de viver o melhor do seu mapa (astrológico ou numerológico) ou de evitar o que ele tem de pior! Isso dependerá totalmente da sua capacidade e disposição em conhecer a si mesmo, de ativar os recursos internos e externos para a transformação de sua consciência e do mundo que o cerca.

Vantagens e Desvantagens

A grande vantagem que a Astrologia tem sobre a Numerologia está na sua capacidade de detalhar um espectro variado de possibilidades psicológicas, nas vivências e relações desenvolvidas, a partir dos desígnios do mapa natal. Através das posições de Sol e Lua, por exemplo, pode se avaliar a interação entre ego e sentimentos, ou consciente e inconsciente. Ou nas relações Saturno Lua revelar as possíveis interações afetivas com pai e mãe, e de que modo isso interfere na percepção individual sobre família e vínculos íntimos. As direções apontadas pelo estudo numerológico fazem mais referência a como se percebe a realidade, e como se pode transformá-la a partir de uma ação direta. Diante de um número de Desafio de vida 1, por exemplo, não se furte a assumir o controle de sua própria vida, você deve temer o confronto e todo o inconveniente que ele traz, mas se não o fizer outros farão e tudo o que lhe restará será o papel da vítima que diz: “Todos querem me controlar!”. O resto dos números do seu mapa numerológico pessoal mostrarão a intensidade com que isso acontece, e onde!
Entende-se bem, partir disso, o porquê de a Astrologia ser a favorita de terapeutas de todo tipo como guia em seus trabalhos de imersão na alma humana, e a Numerologia ser a preferida no meio empresarial, para seleção de pessoal e na avaliação de marcas e produtos!
A grande vantagem da Numerologia sobre a Astrologia está justamente em sua essência, enquanto tudo o que os astros podem fazer é apontar possibilidades e tendências, que terão de ser tratados posteriormente de outras formas, o estudo dos números oferece a possibilidade real de ativar potenciais íntimos e de transformar desafios através da harmonização do conjunto vibracional dos números do nome de batismo. A esse processo se deu o nome de harmonização do nome ou harmonização da assinatura. Assim a Numerologia oferece um recurso em si mesma para mudar a realidade pessoal, elevando desafios e limitações, e os transformando em virtudes! Esse recurso é muito antigo, aparece nos relatos bíblicos e já era utilizado por rabinos cabalistas como recurso até para tratamento de saúde.
É sempre bom ressaltar que essa “superioridade” é meramente teórica, sendo que os desígnios tanto astrológicos quanto numerológicos passam pelo talento do intérprete, sua acuidade mental e intelectual, bem como por seu amadurecimento pessoal e espiritual, e isso faz toda a diferença! E tanto é que há uma gama imensa de numerólogos que se utilizando do estudo dos números terapeuticamente assim, como há inúmeros astrólogos que se utilizam dos astros para empresas e para especulações na Bolsa de Valores. Toda técnica tem limites sim, mas ao ser combinada ao gênio humano os limites tendem a diminuir ou a desaparecer, e as possibilidades ampliam-se ao infinito!

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Esotérico ou Exotérico?


Pitágoras, pai do Esoterismo.
Foi na escola do sábio filósofo e matemático grego Pitágoras, situada em Crotona durante o século VI A.C, que nasceram essas palavras que mudariam para sempre a história da humanidade! Os alunos eram divididos em dois círculos diferentes, o exotérico (círculo exterior) era aquele em que os iniciados recebiam instruções diretas de mestres aprovados pelo próprio Pitágoras, e o círculo esotérico (círculo interior) que era formado por aqueles que recebiam as instruções diretamente dele!
Com o tempo o esotérico e o exotérico misturaram-se à cultura popular e permearam setores do saber científico e acadêmico com médicos, filósofos e físicos que se dedicaram ao seu estudo. E passaram a definir coisas bem diferentes no âmbito das disciplinas que visam a transformação do homem.

- O ESOTÉRICO - 

O primeiro abarca todo o conhecimento superior que objetiva o conhecimento de si mesmo, em potenciais e limitações, para que a personalidade atinja o seu ápice, ou mesmo sua transcendência. Assim o conhecimento esotérico dirige-se a uma parte transcendente que habita dentro de cada ser humano através do autoconhecimento. As muitas doutrinas que se assemelham ao conhecimento esotérico, ou que se originaram dele, usam termos diferentes para essa parcela superior do ser. Fala-se em Divindade Interior, Cristo Interno, Buda Interno, Centelha Divina e assim por diante. Milhares de anos depois C. G. Jung denominou a este processo de Individuação.

A viagem da alma representada na sequência de imagens
do Tarot... O caminho de individuação do ser...

A Astrologia, a Alquimia e o Tarot são sistemas simbólicos em que esse processo de individuação é representado. No I Ching, há cerca de três mil anos, surge o termo Homem Superior para definir essa parcela da consciência, ou o próprio homem que já a tivesse atingido. Buda, quase na mesma época de Pitágoras, surge no Oriente ensinando que todo o sofrimento cessa apenas quando desenvolvemos a consciência e deixamos as ligações com o nosso pequeno "eu", ou o nosso ego. O caminho esotérico, porém, está longe de ser fácil ou rápido, mas em última instância é o que funciona de modo mais profundo e permanente.

- O EXOTÉRICO - 

O caminho exotérico por sua vez, relaciona-se ao emprego de todo o conhecimento que visa melhorar a vida exterior do homem, sua saúde, condição financeira, desenvoltura social e assim por diante. Isso tudo sem com que haja necessariamente uma transformação interior. Muitos dos sistemas esotéricos podem ser aplicados exotericamente e servir para este fim, e alguns bons exemplos são a Numerologia empresarial, a Astrologia financeira, a Yoga laboral, e assim por diante! Imagino que alguns estejam arregalando os olhos agora dizendo: "Ah, mas isso é superficial" é, por um lado é sim, mas pode ser bem eficiente por um tempo! O que não pode é você achar que isso substitui o trabalho interior mais profundo. Ou se convencer de que já fez algo assim por um por um tempo, que foi bom e que basta... Legal! Mas saiba que o autoconhecimento não tem fim, como bem nos disse Jiddu Krishnamurti. É verdade também que você só irá procurar novas formas de autoconhecimento e terapia quando sentir necessidade, o que significa que isso ocorrerá quando você tropeçar de novo numa limitação pessoal que emperra sua vida interna ou externa, e sentir que não pode removê-la sozinho, simplesmente conversando com um amigo, ou participando de workshops de fim de semana! Nesse momento você então estará pronto para o verdadeiro trabalho esotérico de transformação interna.

Numerologia empresarial, uma aplicação exotérica
do estudo dos números...

Pode acontecer de que você já tenha feito isso uma vez, e talvez não se sinta mais motivado a buscar o mesmo terapeuta ou recurso terapêutico, tudo bem! Por isso existem tantas práticas holísticas à disposição hoje em dia, muito embora eu aconselhe a sempre buscar o consultor, terapeuta ou oraculista, em que você confie. Se não para consultar e tratar, que seja para obter indicações.
O importante mesmo, e é o que busco atingir com este texto, é que se saiba a diferenciação entre o que é esotérico e exotérico, e tentar acender uma luz para você quando precisar de um ou de outro, sabendo exatamente o que esperar.

- ALERTA - 

Para finalizar quero salientar que não se trata de optar entre um ou outro, pois se você opta pela senda exotérica exclusivamente então você irá continuar preso à uma consciência egoica que muito é dirigida pela mente grupal, de consumo insaciável, competitividade constante e, portanto, de depredação dos recursos deste planeta! Por mais abominável que eu ache alimentar a cultura da desconfiança no próximo eu digo: Desconfie sim de qualquer técnica que diz resolver rápida e profundamente qualquer questão íntima que o incomoda e limita ao longo da vida, ela com certeza pode ser um bom curativo, mas nem de longe é uma cura! E, principalmente, tenha cuidado com essas terapias ou doutrinas que dizem que você pode ter tudo o que sempre sonhou em termos de riqueza, luxo e prazer. Lembre-se de que apenas cerca de 2% da humanidade detêm 95% de toda a riqueza deste mundo, e ainda assim atingimos níveis alarmantes de extinção de espécies animais e vegetais, envenenamento das águas de rios e mares, do solo e do ar, que também envenenam nossa comida e nossa saúde consequentemente. Agora imagine se 50% da humanidade tivesse essa riqueza baseada em consumo desenfreado do novo, de onde tiraríamos os recursos? Consumo consciente e responsável é o caminho. Cuidar deste mundo também faz parte do seu processo de cura, pois é aqui que se dará toda a sua evolução nessa dimensão, simples assim!

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Floral Não é Aspirina!

Um importante esclarecimento sobre a aplicação 
da terapia com florais...

Não restam duvidas que a utilização dos florais possa ser extremamente eficiente para a eliminação de sintomas físicos causados pelas enfermidades! Entretanto, essa não é com certeza a sua aplicação mais profunda, e muito menos a mais transformadora. A terapia floral é, como já se diz, um processo terapêutico, ou seja, uma utilização assistida dos remédios florais por um terapeuta, o que auxilia e impulsiona de modo bem vigoroso o processo de evolução pessoal! Utilizar as essências florais para aliviar dores de cabeça, dores musculares, etc é fazer uma aplicação alopática desse sistema. O que podemos encarar como um desperdício de suas melhores aplicações! Se como terapeutas holísticos somos motivados pela certeza de que todas as enfermidades, físicas ou psíquicas, são causadas por programações condicionadas de nossas emoções, como investir nesse método? A terapia floral é, antes de tudo, uma terapia da alma que viabiliza uma transformação da consciência, o que definitivamente não correrá simplesmente por se ingerir essa ou aquela essência floral. As fórmulas florais abrem novos insights perceptivos que se não forem desenvolvidos e ampliados dentro de sessões regulares com um terapeuta experimentado, simplesmente se perderão! O olhar de um terapeuta é mais do que um “olhar de fora”, é também um olhar por dentro, ou através de... A troca de percepções sobre as vivências proporcionadas pelo tratamento ajuda a sedimentar e estruturar os saltos perceptivos que a terapia abre, e assim transformá-los numa mudança real de paradigmas e de comportamento. Assumir um processo terapêutico não é para os fracos, é complicado, e um tanto longo e tortuoso sim, mas gratificante, profundo e efetivo. E realmente curativo, no sentido mais transformador da palavra! Agregar a terapia floral a sistemas oraculares e de autoconhecimento como o tarot, a astrologia, a numerologia, o eneagrama, entre outros é extremamente eficiente, pois que os arquétipos da alma revelam de modo direto os pontos a serem trabalhados na psique. Porém, ao recebê-los através de um desses atendimentos se a pessoa não fizer nada no sentido de assumir o trabalho profundo a ser feito a partir das informações obtidas, bem, então tudo terá sido um esforço que poderá causar sim alguma mudança, mas raramente uma transformação completa e consistente...

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

As Vibrações de 2018...


Para descobrir que número regerá o seu novo ciclo numerológico em 2018, some a data do seu último aniversário em dia, mês, e ano.
Por exemplo: 30/08/2018 = 3+0+0+8+2+0+1+7 = 21 = 2 + 1 = 3, e pronto! Essa pessoa terá uma regência do 3 pelo período de um ano, entre um aniversário e outro; de 30/08/2017 à 29/08/2018.
Faça o mesmo com sua data de nascimento e leia a descrição breve que se segue:

ANO 1 - Excelente para começar novos negócios, empreendimentos e avançar em questões que vinham se arrastando. Traz energia e fôlego em todos os sentidos, e novos insights sobre como realizar coisas há muito desejadas.

ANO 2 - Traz a possibilidade de parcerias de trabalho, novos amigos ou amores. Um ano para desenvolver a capacidade de adaptação, a sensibilidade afetiva e intuitiva, e o trabalho cooperativo. Esse ciclo nos faz rever o passado e as emoções.

ANO 3 - Um ano de expansão, uso da criatividade e de muito positivismo. Uma forte confiança de que as coisas vão dar certo pode acompanhar os eventos ao longo do ano. Favorece viagens, estudos e a captação de novas perspectivas de vida.

ANO 4 - Um ano para cuidar da vida prática, da saúde e organizar as coisas que parecem "fora do lugar". Costuma ser um ano de muito esforço e empenho, mas também de construção de coisas (trabalho/relações), e de estabilidade. As coisas construídas nesse ano duram ou reverberam por muito tempo.

ANO 5 - Um ciclo que traz mudanças, romances, oportunidades e aventuras de todo tipo, e certa instabilidade, tudo de modo repentino. Os planos não saem bem como se planejou, mas isso até pode ser bom! Traz a a possibilidade de desenvolvimento do senso de oportunidade.



ANO 6 - Um ano para cuidar dos que se ama, casa, família, amigos. Um período em que nos voltamos para as coisas que amamos e nos conectamos com a beleza, o prazer e o conforto. Traz a possibilidade de conexão com a arte e a cultura de todas as formas.

ANO 7 - Momento de introspecção, solitude ou solidão. Retiros. Conectamos-nos com nós mesmos, refletindo sobre o que queremos e para onde vamos. Pode manifestar doenças somáticas, ou aprofundar interesses espirituais e filosóficos. Pode representar um novo ponto de partida na vida...

ANO 8 - Excelente para avançar organizadamente, prosperar, priorizar metas e modos de agir. Assumir responsabilidades, colocar limites em coisas, pessoas ou situações. Aprender a dizer "não", criar novos objetivos e se mover na direção deles com firmeza.

ANO 9 - Encerramento de coisas, um sentimento de que se chegou até onde podia ou devia. Favorece o desenvolvimento de novas filosofias de vida, e cria a simpatia por movimentos de transformação social ou ambiental. Expansão dos horizontes. Peregrinações.

Quer saber mais detalhes?


Faça seu estudo numerológico!

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Numerologia e Psiquismo...

O simbolismo dos números está presente na
cartomancia tanto quanto em muitas
outras mancias milenares...
Gostamos de pensar na numerologia como um sistema racional de estudo dos temas esotéricos, e de fato, de todos os sistemas simbólicos de autoconhecimento, sondagem do futuro e averiguação de temas do oculto, a numerologia é o mais próximo do homem comum! Não requer cálculos complicados, e pode ser feita em qualquer lugar se valendo apenas de papel e lápis, ou mesmo escrevendo com um graveto na areia, ou com um pedaço de carvão na pedra... Se for mesmo necessário lançar mão desses recursos. Não necessita de um baralho específico como no caso do tarot, nem de complexas tábuas para cálculo como na astrologia. Sua execução é simples e precisa. Além do que sua simbologia não é tão complexa quanto a dos dois sistemas simbólicos antes citados, mas que pode nos proporcionar respostas tão exatas quanto eles!
A cartomante com as cartas
de baralho comum,
um código simbólico
que amplia seu psiquismo.
Com isso, as pessoas que olham de fora veem o numerólogo como um racionalista metódico que sabe exatamente o que os números dizem a respeito da vida e da personalidade das pessoas. Que não há nada de "místico" no seu ofício. Bem, já disse isso uma porção de vezes, e vou repetir de novo: O sistema numeral é altamente místico, haja visto a Cabala (ou Kabbalah), que é todo um código numérico que relaciona o homem ao Universo, e a Deus em sua interação com esses elementos e consequente evolução, e que já foi a espinha dorsal do judaísmo primitivo. O poder dos números é o poder de ser a única coisa criada pelo homem (ou inspirada e ele) que tange o infinito, e quem sabe a Deus! Por isso os sistemas numéricos de origem esotérica não podiam ser anotados, ou seja, registrados, pois não era admissível que fossem repassados a homens comuns, seria a profanação de sua sabedoria, sacralidade e mistério. Claro que todo esse desejo de proteção acabou fazendo com que segredos muito mais profundos, tanto sobre o aspecto esotérico dos números quanto da aplicação da matemática, ficassem nas mãos de poucos e acabassem se perdendo. Portanto, há sim numerólogos que podem experimentar com os números uma abertura de canais psíquicos como intuição profunda, e até mesmo clarividência, ou clariaudiência. Os símbolos muitas vezes servem para abrir o psiquismo nato do sensitivo, porém considero que todo o talento mediúnico natural deva ser temperado com um conhecimento bem consistente da origem, história e aplicação esotérica dos números. Isso definitivamente não atrapalha a vidência de ninguém, pelo contrário! Os dons ou talentos psíquicos, se preferir, são muitas vezes influenciados pelo estado de humor do médium, o que pode comprometer bastante o seu trabalho de canalização das informações captadas do campo energético do cliente. Quanto mais se utilizar do conhecimento dos números, e agregá-los ao trabalho, tanto mais pavimentada será a estrada que leva a decifração das mensagens contidas nos números que cada pessoa carrega em si e que são, em última instância, seu código psíquico. Aos que duvidam que o estudo dos números possa inspirar tanto assim devo lembrar certas mancias milenares que têm todo o seu simbolismo inspirado em números como a cleromancia (adivinhação por dados), a cartomancia (adivinhação através das cartas de baralho comum), e a dominomancia (que é a adivinhação se utilizando das peças de dominó!).
A Cleromancia, a adivinhação por dados, seu uso
foi registrado os entre romanos e os vikings...

Por outro lado não acho que seja, de modo algum, imprescindível que um bom numerólogo tenha quaisquer dons psíquicos para executar um bom trabalho. O que ele precisa sim é de um conhecimento bem estruturado, e de muita prática! Nenhum talento natural, por maior que ele seja dispensa a experiência, não tem jeito! Também vale dizer que os dons da mediunidade podem sim dar maiores detalhamentos, aprofundar certos aspectos, mas não representam necessariamente mais espiritualidade, e muito menos mais maturidade espiritual. Vidência e outros atributos do tipo podem ser muitas vezes armadilhas bem perigosas para que o ego se espraie, e crie os "donos da verdade" que perdem completamente o propósito de libertação que todas as ciências ocultas carregam em si! Este texto procura romper com um duplo preconceito: 1º de que numerólogos não podem ser sensitivos, e 2º que só a mediunidade é um caminho seguro para um trabalho com o mundo dos símbolos! Trata-se apenas de um modo característico de trabalhar, e não de uma vantagem. O importante para o numerólogo, quanto para qualquer intérprete dos símbolos da alma, é ter bem claro qual o propósito do trabalho que ele realiza, o significado que tem para ele mesmo e o que pretende passar para cada pessoa que contata com ele através desse ofício que escolheu para si, seja ele remunerado ou não! Talvez caiba extinguir mais esses dois preconceitos, um de que um trabalho precisa ser cobrado para ser sério, e outro de que por não ser cobrado exige menos comprometimento, de que é uma brincadeira. Você pode brincar com os símbolos, mas eles ignoram isso e sempre respondem ao inconsciente de modo preciso. Lembre-se disso!


PS: Importante ressaltar que indivíduos de grande evolução espiritual acabam desenvolvendo incríveis habilidades psíquicas, destaco apenas que o contrário não é verdadeiro, ou seja, ter mediunidade nem sempre significa que já se atingiu maturidade espiritual...

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Mikao Usui - Um Estudo Numerológico


Um estudo numerológico de personalidades famosas ajuda em muito a ver como a numerologia funciona na prática, e como há pessoas que conseguem viver inteiramente a proposta de seus mapas, enquanto outras simplesmente não! O que serve de um testemunho claro daquilo que chamamos de evolução espiritual ou de consciência. Hoje apresento o mapa do decodificador do Reiki, o Sr. Mikao Usui, nascido em 15 de agosto de 1865. Ele era um monge budista Tendai, um ramo do budismo Mahayana. Possuía conhecimento em várias áreas de saúde holística de curas que se utilizavam da energia vital do Universo. Uma delas foi a Kiko, uma versão japonesa do Chi Kung (ou Qi Gong), que é uma série de exercícios que visam melhorar a circulação da energia Ki através do corpo, estimulando a saúde e o bem estar. O Chi Kung era uma prática mais física, enquanto o Reiki viria a ser mais focado no centramento meditativo e na transmissão da energia Ki Universal. Era o início do que mais tarde seria uma das técnicas terapêuticas mais aplicadas no planeta. Até aqui vemos o Dr. Usui, como é conhecido no Brasil, vivendo muito bem seu Número de Caráter 11/2, que é a soma total das letras do seu nome. É claro que tivemos de transcrever com os caracteres das letras ocidentais para poder definir a relação número-letra do alfabeto latino dentro da tabela pitagórica de correspondências. Sabemos que o 11/2 é um numero Mestre de alta vibração que traz em si as qualidades de intuição, clarividência, clariaudiência e cura psíquica. Interesses e aptidões que Usui manifestou ao longo de sua vida. Essa tenacidade pela pesquisa e a disciplina espiritual foram amplamente fortalecidos por seu Número de Motivação 4, que crê nos rigores da disciplina para se concretizar seja lá o que for, e quando mostra pendores espirituais isso não muda, evidentemente... Ritos de purificação como o jejum e a comunhão com a terra, o elemento do número 4, eram comuns em sua vida, e também o foi na descoberta do Reiki, quando após 21 dias jejuando no monte Kuriyama, ele tem revelado os símbolos e as formas de iniciação da técnica...  O mais marcante na avaliação do seu mapa numerológico é que Usui possuía um Numero de Personalidade 7, que aliás também era seu Número de Caminho de Vida, ou seja, havia um perfeito alinhamento do seu aprendizado ao longo de sua existência com a capacidade de se colocar nas situações que favorecessem o desenvolvimento desses aprendizados. Como se trata aqui da cifra da interiorização e do desenvolvimento de uma perspectiva espiritual da vida, vemos que o Sr. Mikao Usui seguiu com maestria a proposta do seu mapa numerológico natal. Vale lembrar que ele era um monge, e a vida monástica combina perfeitamente com os atributos do número 7, e mais ainda se lembrarmos de que o 11/2, seu Número de Caráter, busca também inspirar o maior número de pessoas com seu trabalho e estudo... Há alguma dúvida de que ele o tenha conseguido? Seu apreço por disciplina, reflexão e inspiração elevada com certeza motivaram a adoção por ele dos cinco princípios Reiki, baseados nos versos do imperador Meiji, que era um grande poeta e pensador. São eles:


Kyo dake wa 

- Só por hoje...

1º) Ikaru-na 

- Não sinta raiva

2º) Shinpai suna 

- Não se preocupe

3º) Kansha Shite 

- Seja grato

4º) Gyo-o Hage me 

- Faça suas obrigações

5º) Hito ni shinsetsu ni 

- Seja gentil com todos os seres vivos

Sobre seus ápices e de desenvolvimento o jovem Mikao nasceu sob a égide de um ciclo de vibração kármica 14/5, que durou até os 29 anos, mas ao que tudo indica ele conseguiu se tornar o conciliador amado e reverenciado que os que conseguem vencer esse desafio se tornam. Foi nessa idade, e bem ao fim desse ápice, que ele tem as revelações que deram origem à sua busca pelo Reiki. Não vamos esquecer de que os atributos mais elevados do 5 são mudança com o objetivo de evolução, e a integração do corpo e do espírito... Dos 30 aos 39 anos ele passa a viver um ápice 8 de responsabilidade e busca de equilíbrio, como monge e espiritualista foi esse com certeza um tempo de transição para experienciar muitas outras técnicas de cura, interiorização, relaxamento e reflexão. Um dos atributos mais elevados do 8 é a busca da verdade! 


Mestre Usui (sentado ao centro)com os membros
da Usui Reiki Ryoho Gakkai. 


Entre 40 e 49 anos ele passa a ser regido pelo ápice com número Mestre 22/4, que faz com que seu trabalho tome forma, e no cume do monte Kuriyama ele tem a visão dos símbolos e do modo de iniciação daquela técnica que ele nomeia de Reiki, que significa Energia Vital Universal e que se transforma no legado de sua vida à humanidade, como a cifra 22/4 sugere e nos impulsiona a realizar... Por fim aos 50 anos ele inicia seu último ápice de vida, que seria regido pelo número 1. Essa cifra sugere novos começos, e o impulso de novas frequências e experiências. Pois foi bem nessa fase, em abril de 1922, que ele inaugura a escola Usui Reiki Ryoho Gakkai, que existe até hoje em Tóquio. 
Deixou este mundo em 9 março de 1926, uma perda irreparável para mundo, mas que não se apagou por completo e sobrevive em cada praticante Reiki que coloca suas mãos sobre outros para proporcionar equilíbrio e bem estar. Deixou dezesseis Mestres Reiki que estenderam seu legado ao futuro, entre eles Chujiro Hayashi, o segundo grão Mestre Reiki. Faço desse artigo minha homenagem a este homem extraordinário 152 anos após seu nascimento. Por este motivo muitos reikianos pelo planeta afora consideram este dia o Dia Internacional do Reiki.

Estendo minha gratidão também aos meus Mestres Gislaine de Simoni, Laura Laranjeira, e Upanishad Kessler que me iniciaram na prática, bem como a todos os meus clientes e alunos que têm me proporcionado o testemunho do poder transformador do Reiki na vida dos que se alinham com ele, quer seja em iniciações, quer seja na prática terapêutica...
Muito obrigado! Namastê!

sábado, 1 de julho de 2017

As Virtudes Cardinais da Data de Nascimento

As Virtudes  Cardinais em Função 
da Numerologia da Data de Nascimento 

Por: Ademar Eugênio de Mello 



Há uma palavra que tem suma importância em sua vida e que pode converter-se em sua virtude cardinal.

- complementando o que você tem,
- depurando o que está demais e
- acrescentando o que lhe falta.

Essa palavra, ao incorporá-la em seu uso diário - em sua vida - contribui para:

- fazer fácil o que está difícil,
- tornar prazeroso o que é penoso,
- tornar útil o que parece inútil
E, abrindo sua alma à inspiração, não só acaba por concluir as obras que estão por acabar (o que talvez sua natureza está inclinada a fazer) mas também por fornecer a atitude que necessita para recriar-se nelas, e que é a mais alta recompensa que todo criador pode esperar de suas criações: 

Nascidos 
nas Datas:
1 - 10 - 19 - 28  - CONFIANÇA
2 - 11 - 20 - 29  - CONSTÂNCIA 
3 - 12 - 21 - 30  - CONDESCENDÊNCIA
4 - 13 - 22 - 31  - PERSISTÊNCIA
5 - 14 - 23         - MERECIMENTO
6 - 15 - 24         - AGRADO
7 - 16 - 25         - DEVOÇÃO
8 - 17 - 26         - PREVISÃO
9 - 18 - 27         - BENEVOLÊNCIA